O projeto de extensão Agência Experimental de Publicidade e seu papel social

  • Ricardo Steiner Faculdade Ielusc

Resumo

A Agência Experimental de Publicidade (AEP), projeto de extensão do Curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade IELUSC, surgiu no ano de 1998 como Oficina da Propaganda. Sua trajetória é marcada pelo relacionamento com organizações sem fins lucrativos, projetos de natureza social e demandas internas da instituição. O principal objetivo da AEP é proporcionar aos estudantes a prática publicitária, inserida no processo de formação pedagógica, atendendo demandas reais, fortalecendo as relações entre extensão, pesquisa e ensino. A estrutura prevê coordenador, professores orientadores, bolsistas e estudantes voluntários. Atualmente, a agência apresenta um coordenador, dois professores orientadores, três bolsistas e 7 voluntários. Dentre as diretrizes dos professores está a busca de novos desafios, planejamento estratégico das ações desenvolvidas e orientação do processo criativo. Aos estudantes cabe o planejamento e desenvolvimento dos trabalhos e ações. Na busca de uma melhor compreensão das competências da AEP, fundamentais para o correto entendimento da função e razão de sua existência, foram definidos, em 2016, seu propósito, missão, visão e valores. Essa construção coletiva contou com a participação dos estudantes e professores envolvidos no projeto na época, durante o processo, percebeu-se o aumento do engajamento da equipe e a evolução da agência como um todo. Nos últimos anos, entre 2016 e 2018, a agência atendeu mais de 20 clientes, sendo eles internos, como: Faculdade IELUSC; SIC - Semana Integrada de Comunicação; Projeto Luz, Câmera: Capitão; Cena Criativa; Picture, entre outros; e externos como: TEDx Joinville; Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, CDH - Centro de Direitos Humanos; Comissão de Política Sobre Drogas - OAB Joinville; Convention & Visitors Bureau – Joinville e Região; Feira do Livro Joinville; IDDH - Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos; Maternidade Darcy Vargas, entre outros. Os clientes citados acima têm uma atuação muito importante e reconhecida pela sociedade joinvilense, como exemplo: o Corpo de Bombeiros Voluntário, entidade com mais de 125 anos; o CDH que atua a mais de 40 anos em questões relacionadas aos direitos humanos; e a Maternidade Darcy Vargas, com mais de 70 anos de existência. Por se tratarem de instituições sem fins lucrativos, essas entidades, apesar de sua relevância, trabalham com orçamentos enxutos, o que em muitos casos limita ações ligadas a comunicação. Nesse contexto, a AEP, desenvolve seu papel social e materializa seus objetivos, oferecendo gratuitamente serviços como planejamento, criação publicitária, produção fotográfica, produção audiovisual, entre outros, auxiliando os clientes em suas demandas e potencializando a atuação de cada um deles.

Prognóstico e expectativas

A AEP vem crescendo nos últimos anos, acolhendo estudantes e proporcionando-os experiência e visibilidade, fazendo-os ingressarem no mercado de trabalho com bagagem prática. A agência também vem se estruturando fisicamente para comportar mais demandas. A expectativa é que seja fortalecida a parceria da agência com projetos de extensão de outros cursos oferecidos pela instituição, como o de jornalismo, administração e sistemas para internet, oferecendo dessa forma serviços mais completos para os clientes e para a sociedade.

Publicado
2019-06-26